Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

terça-feira, 27 de abril de 2010

calafrio - pricilla camargo diniz

Olhos fascinantes,
De brilho sem igual...
Que escondem algum segredo...

Fizeram um calafrio percorrer pelo meu corpo claro...

O que aconteceu, será que sou inconstante?

Vi você e de repente meus olhos não conseguiam desgrudar da sua imagem penetrante....

É lindo...
Tudo tão sem nexo
Tudo de surpresa
Tudo tão colorido
Tudo tão improvisado
Tudo tão surpreendente

Eu roubei a tua luz
Eu roubei para mim...
Eu roubei e não contei para ninguém...

Às vezes me pergunto porque isso acontece comigo,
Fico sem resposta...
Mas eu adoro ser assim, tão dona de mim...

Um comentário:

manuanascimento disse...

Oi Pricilla!! Que lindo!! Queria ter essa capacidade de fazer poesias!!
Adorei seu blog.
Abraços! Manuela