Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

sábado, 1 de novembro de 2014

A luta invisível - A fada de olhos azuis(Pricilla Camargo) Pegava a jugular e sugava toda a seiva... Já não havia consistência e nem nitidez no que esboçava. Apenas palidez e uma leve tristeza. Pois a tristeza tinha que ser passageira pela batalha que estava se aproximando. Tinha que se manter forte, no caminho, mesmo que vozes contrárias fossem emitidas durante o percurso. Tinha que ser manter altivo, lívido e honesto consigo mesmo. O Caminho parecia muitas vezes esburacado, cansativo e deprimente... mas valia a pena seguir em frente, pois lá no horizonte estava toda a verdade: o direito de lutar dignamente pelo que acreditava!
(Em nome de seus filhos e em nome de si mesmo)

Um comentário:

Sonia disse...

Pricilla:

Gostaria saber, se este teu Blog se encontra ativo para poder fazer um comentario.

Muito obrigado anticipadamente pela tua resposta,

Guillermo