Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Contradição de sentidos - Pricilla Camargo Diniz (A fada de olhos azuis)

Hoje me deu saudade das pessoas que já passaram por minha vida... Não saudade de alguém em particular, mas vontade de olhar o meu passado nos olhos e tentar analisar porque as coisas aconteceram dessa maneira. Queria sentir o aroma da hora, o volume das conversas e dos risos; os sons dos engasgos e a trajetória das lágrimas. Quem me dera poder resgatar os doces momentos e aprender com os não tão bons. Aiii. Estou aqui. Deixando o tempo passar na tentativa de que essa saudade do passado passe. Talvez naquele tempo eu fosse mais inocente, sei lá. O negócio é que eu sonhava de um jeito diferente. Não que eu quisesse coisas diferentes de hoje. Mas acredito que o sentido fosse outro, apesar de serem os meus sonhos. Vai entender. Não su a mesma pessoa, pois, as horas da minha vida passaram e estão passando. Acumulei bagagens ora desnecessárias, ora totalmente úteis. Às vezes lavei as mãos cedo demais. E outras que seriam urgentes lavá-las, eu simplesmente deixei de fazer. Como somos engraçados e ao mesmo tempo sem graça. Como somos contraditórios e ao mesmo tempo realistas. Como somos intrigantes e sonhadores. Como somos tão gente assim?!!!!

2 comentários:

Stella Camargo disse...

MAMÃE, EU SÓ LI UM PEDAÇO DO SEU TEXTO, MAS JÁ VI QUE TAVA BOM.
COMO SEMPRE, MUITO CRIATIVA NÉ???!!!!
BJS DA SUA CHULULINHA

Pricilla Camargo disse...

Stellinha, meu amorzinho... você é que é criativa...

Te amo!!!!!!!!