Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Me veja de verdade - Pricilla Camargo Diniz



Pára de enxergar apenas a minha casca
e me veja de verdade.

Eu tô aqui...

Se você quiser ver a fada reluzente,
ela existe em mim.

Se você quiser ver a mulher guerreira,
ela também está aqui.

Agora para de me rotular.

Pára de me limitar.

Pára... Veja as duas.

Eu quero esses caminhos...
os quais piso no momento...

Eu quero essas nuances de laranja-azulado.

Eu quero risos e lágrimas doces...

Por que tenho que me limitar?

Não consigo entender...

Pára de enxergar apenas a minha casca e me veja de verdade.

29/07/2011

Nenhum comentário: