Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

terça-feira, 5 de julho de 2011

Então tá - Pricilla Camargo Diniz




Vou parar um minuto.

Vou dizer a verdade,
somente a verdade.
Nada mais que a verdade.Doa a quem doer.

Então tá.

Vou parar de mentir.
Não minto para as outras pessoas...
minto para mim.

Não estou feliz com o meu caminho.
Não estou feliz com o meu trabalho.
Não estou feliz com a minha rotina que se pôs aos meus pés.

Mas a culpa... a culpa é minha.
Eu que fiquei parada.
Eu que me isolei de mim.
Eu que queria ser tudo... mas não fui atrás.

Que pena!!!!

Eu ia ser tão mais legal!
Tão mais risonha.

Mas por acomodação, virei uma estátua de sal que enfeita as ruas.

Eu queria ser atriz.
Eu queria ser "escrivinhante".
Eu queria ser cantora.

Eu queria brilhar em um palco grande.

Ah, como eu queria!!

Como queria invadir os olhos das pessoas com arte.
E transmitir beleza, poesia, dureza e melodia.

Mas estou cá... digitando nesse computador...
imaginando como tudo isso seria perfeito...

Olhem pelo lado bom...
uma estátua de sal que escreve!!!!!!!

Nenhum comentário: