Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

quarta-feira, 18 de maio de 2011

imbroglio - pricilla camargo diniz

meu coração dilacerado vai sendo colado com gotas de grude que acho nas panelas jogadas ao chão

minha ansia de vida veio da alegria de ver o sorriso da minha strellinha

eu? eu não importa...

se já não consigo julgar
se já não consigo viver...
se respiro bem só a base de remédios...

a minha vida é um imbroglio...

Nenhum comentário: