Se for copiar algum poema ou texto desse blog, favor citar a fonte (colocar o nome da autora e o endereço do blog)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Intimidadas II - Pricilla Camargo Diniz

Nunca desejei "escrivinhar" isso... meu estilo não é esse... se é que tenho algum... mas sabe, estive pensando... preciso urgentemente da luz dos meus olhos... necessito do fogo de minhas mãos... careço de caminhar loucamente com minhas pernas... preciso descobrir, ou melhor, preciso assumir quem sou....
As lágrimas azuis escorrem pela lembrança viva de Natália... pelo anseio do caldeirão borbulhante... pelas letras vivas... pelo sangue que virou energia pura no ar...
Pare! Não olhe mais para os lados... já chega!! Cansei de justificativas furadas de falta de coragem...
Dores, farsas, ilusões de magias, não me importa... quero viver longe do que me prende...

Nenhum comentário: